Cristão arrisca a vida para entregar 100 mil Bíblias no país em que vive!

Ele é um homem normal de 33 anos e com dois filhos para criar. Mesmo assim esse cristão vietnamita arrisca sua vida por causa da fé em Jesus. Ele vem contrabandeando milhares de Bíblias para seu país, de maioria budista, desde que se converteu.

Identificado apenas como Bao, ele tem recebido do projeto de Bíblias para Crianças da Missão Porta Abertas, e já levou pelo menos 100 mil cópias das Escrituras para o Vietnã nos últimos dois anos.

Embora pareça ser uma grande façanha, Bao acredita que não está perto de terminar. Ele revela que as igrejas cristãs sofrem grandes restrições e os fiéis geralmente são forçados a se encontrar em segredo. Cerca de 2 milhões de cristãos não possuem uma Bíblia, pois o livro não é vendido livremente no país.

O budismo é a única fé que o governo vietnamita não persegue.

Aos 19 anos, Bao tentou se matar. “Eu pensava que a vida não tinha sentido”, testemunha. “Eu me sentia vazio, queria me suicidar. Minha casa ficava perto de um rio e, muitas vezes, passei por ali e pensava: “E se eu simplesmente pular no rio e morrer afogado?”

Alguns amigos de Bao, que sabiam que o jovem tinha pensamentos suicidas, o convidaram para a igreja. Ele foi, mas no início não entendia o que eles tinham de diferente. “Eu me perguntava por que os cristãos têm essa alegria estranha em suas vidas?”.

Voltando para casa um dia, ele disse que fez um desafio a Deus, pedindo “Se você é real, me mostre”. Foi então que, pouco tempo depois, sentiu o espírito de Deus o “tocar”.

“Minha vida mudou completamente, e desde então só tenho vontade de servi-lo”, conta Bao. Ele logo começou a trabalhar com um ministério que alcançava crianças. “Eu sabia que as crianças eram muito especiais, e que Deus tinha um grande plano para todos elas”, por isso até hoje as chama de “futuros guerreiros”.

Seu ministério cresceu e ele começou a evangelizar adultos que vivem nas regiões dominadas pelo comunismo. Quando o governo soube disso, tentou detê-lo. A polícia invadiu a casa dele durante um culto doméstico, forçando as pessoas que participaram a fugir.

Todas Bíblias de Bao e seus materiais didáticos foram confiscados, e ele foi preso.

Quando foi liberado, logo começou um novo trabalho – o Projeto Bíblico para Crianças de Portas Abertas. Desde então fica constantemente tentando evitar que o governo o impeça de distribuir as Bíblias. Mesmo sabendo do risco de vida que corre por desobedecer a lei do país, Bao diz que “o que mais importa é que a Palavra de Deus alcance a todos”.

“A Bíblia para crianças é uma das maneiras mais fáceis de fazer com que diferentes tipos de pessoas conheçam a Deus”, acredita. “Este é o trabalho de um semeador. Continuamos a semear e Deus continua a dar o crescimento”.

O Vietnã ocupa a 17ª posição no ranking de perseguição aos cristãos preparado anualmente pela Portas Abertas. Com informações de FaithWire.

(Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/cristao-arrisca-a-vida-para-contrabandear-biblias/)

COMENTÁRIOS DO EVANGELISMO.BLOG.BR:

É fácil falar de Jesus a um colega do trabalho ou a um vizinho pacífico. Ainda assim, diariamente desperdiçamos inúmeras oportunidades de falar sobre o amor de Deus e seu plano de salvação a estas pessoas e ficamos calados.

Isso não está certo, pois Jesus deu o seguinte comando:

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” (Atos 1:8)

Uma testemunha só pode ser assim chamada quando ela testemunha, fala sobre algo. Se nos calamos, não podemos ser chamados de testemunhas e nesse caso, algo está errado com a nossa fé.

É preciso rever isso e pedir a Deus o revestimento de que Ele falou em Atos 1:8.

Falar sobre o Senhor Jesus Cristo requer o recebimento da virtude do Espírito Santo. Somente após esse revestimento é que alguém se torna apto ao trabalho missionário, ainda mais em regiões hostis. Para arriscar a vida, é necessário ter convicção de fé e amor ao trabalho missionário.

Concluí-se também que para falar de Cristo, é necessário que o coração esteja cheio de Cristo “(…) Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.”( Mateus 12:34).

O que levaria uma pessoa a arriscar a vida tão somente para ter a oportunidade de ensinar uma doutrina a alguém que não conhece? Somente um milagre mesmo.

Se observarmos a vida dos apóstolos de Jesus, verificamos que todos eles, exceto João, tiveram mortes relacionadas a perseguições, embora João também tenha sido perseguido. O que teria levado esses homens a isso? O mesmo milagre que tocou o homem da notícia identificado como Bao: a presença de Deus! Eles morreram pregando a ressurreição em Cristo. Se isso não fosse verdade, eles jamais teriam morrido por essa causa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *