Evangelizando em condomínio

O evangelismo em condomínios residenciais é uma ótima maneira de lançar a semente do evangelho para muitas vidas. Devido à violência e também ao surgimento de programas habitacionais, a exemplo do “Minha Casa, Minha Vida”, o número de casas construídas em condomínios aumentou significativamente.

Se o evangelismo for efetuado sem serviço de som, valem as dicas do tópico anterior.

No ambiente da igreja, é comum encontrar irmãos que moram em condomínios próximos. A primeira providência a tomar é procurar esses irmãos para lhes falar sobre o plano de evangelismo em condomínios. O irmão poderia participar mediando com o síndico do condomínio, ou então com os outros moradores um agendamento para a realização desse evangelismo que pode se transformar num culto ao ar livre, dependendo das circunstâncias locais e da igreja.

Depois de obter essa autorização, o responsável pelo projeto (todo projeto, inclusive na igreja, deve ter um responsável) deverá ir até o local para fazer um levantamento sobre as particularidades do condomínio, como número de casas, se há estacionamento para carros de visitantes, se existe um espaço coberto reservado para eventos/reuniões dos condôminos, etc. No caso de não haver esse local coberto, será preciso verificar as condições climáticas (pois o som não pode ficar exposto à chuva) e o melhor local para instalar a caixa de som (se for na casa do irmão, o som deve ficar voltado para o lado de fora).

Se for necessário usar um ponto de energia de alguma casa, dê preferência a do irmão da igreja. Saiba antecipadamente a metragem da extensão para ligar o equipamento de som à rede elétrica e respeite as especificações técnicas do aparelho de som, a fim de evitar curtos circuitos e surpresas indesejáveis.

Quanto ao equipamento de som, nada de exageros e nada de mexer no som utilizado na igreja. O ideal é que a igreja possua um som especialmente reservado para trabalhos em campo. Na opção “Serviço de Som”, disponibilizamos algumas dicas sobre esse detalhe importante.

A Palavra de Deus nos ensina que todas as coisas devem ser feitas com ordem e decência. Isso quer dizer que é preciso planejar as coisas com antecedência. No caso do evangelismo com serviço de som no condomínio, isso não é diferente.

O responsável pelo projeto, já ciente das características do condomínio, e considerando também as características da igreja da qual faz parte, proporá ao pastor responsável ou correspondente a melhor maneira de executar esse trabalho.

Por exemplo, se o evento ocorrer na garagem da casa do irmão, a presença da igreja no local será limitada a participação de alguns poucos membros atuantes, que deem bom testemunho e que manejem bem a Palavra da verdade.

Se o evento ocorrer em espaço apropriado, coberto e o condomínio contar ainda com vasta área de estacionamento para visitantes, os membros da igreja poderão comparecer ao local em maior volume.

Lembre-se de que esse evento não servirá apenas para reunir alguns irmãos da igreja em um ambiente residencial, mas também para receber os moradores do condomínio, aqueles que manifestarem o interesse em ouvir a Palavra de Deus. Para isso, os condôminos deverão ser convidados para o evento com certa antecedência, e isso pode ser feito por meio de visita casa a casa e também por meio de folhetos evangelísticos carimbados com as informações sobre a data e horário do encontro no condomínio.

Prefira marcar a data para esse evento no sábado, no domingo ou em dia de feriado, pois assim mais pessoas estarão disponíveis para ouvir uma mensagem de salvação.

Os responsáveis deverão chegar mais cedo para organizar as coisas. No horário marcado, aquele que estiver na direção do culto deve iniciar o trabalho com uma rápida apresentação do trabalho e também com um agradecimento ao síndico e aos condôminos pela oportunidade. Essa é uma ótima oportunidade para lançar mais um convite para que os moradores se dirijam ao local. Depois disso, o dirigente convida os presentes para fazer uma oração de abertura, pedindo a Deus a direção em tudo o que forem fazer.

Durante o culto/evangelismo, a distribuição de oportunidades deve ser para poucos irmãos congregados, seja para louvar ou para explanar uma mensagem, mas não as duas coisas ao mesmo tempo, para não se prolongar muito, afinal deve existir um horário para início e outro para término do encontro e isso deve ser observado.

Todos os que tiverem oportunidade para falar algo deverão trazer uma mensagem de salvação para o homem do mundo. Nada de falar sobre doutrina de igreja e de outros assuntos que não cabem para o momento. A mensagem que deve ser pregada é a palavra da cruz, que é loucura para os que perecem, mas o poder de Deus para os que são salvos (1 Coríntios 1:18).

Alguns condôminos irão preferir acompanhar a pregação da porta de sua casa, mas independentemente disso, ao final da mensagem, deverá ser feito o convite para que as pessoas recebam o Senhor Jesus como o salvador de suas vidas.

Para encerrar, poderá mais uma vez agradecer a todos pela presença e fazer o convite aos vizinhos para que participem do próximo culto a ser realizado pela igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *