O Tropeço diante do rosto

Eu convido você para a leitura desse estudo e peço, por gentileza, que abra a sua Bíblia para acompanhar todas as referências indicadas. Depois de ler todo o texto com calma e atenção, você poderá filtrar e decidir a respeito do assunto.

Antigamente, enquanto todas as nações serviam e adoravam a deuses estranhos, os quais eram esculpidos por mãos humanas em madeira ou em pedra, conforme a imaginação de cada um, o verdadeiro e único Deus se revelava a um povo dando a eles mandamentos e leis.

Um dos mandamentos estabelecidos por Deus foi o de proibir a construção de imagens de escultura ou de qualquer semelhança do que estivesse no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Além disso, Ele também os proibiu de se prostrarem perante essas imagens e de as servirem (prestar culto), conforme escrito em Deuteronômio 5:8-9. No versículo 7, do mesmo capítulo, está escrito: "Não terás outros deuses diante de mim". Isso quer dizer que Ele considera os ídolos esculpidos como deuses falsos, pois na verdade há um só Deus (Isaías 45:21, 1 Timóteo 2:5), e apenas perante esse Deus é que podemos nos prostrar.

Apesar do mandamento, o povo se desviou muitas vezes, em demonstração de rebeldia e infidelidade para com o Deus que os havia resgatado do cativeiro no Egito. Por causa disso, o SENHOR enviou muitos profetas para advertir aquele povo, para que se arrependessem e se convertessem para Ele, pois aquele pecado os conduziria para a destruição.

Um desses profetas foi Ezequiel, ao qual Deus se dirigiu enviando a seguinte mensagem:

"Filho do homem, estes homens levantaram os seus ídolos nos seus corações, e o tropeço da sua maldade puseram diante da sua face; devo eu de alguma maneira ser interrogado por eles? Portanto fala com eles, e dize-lhes: Assim diz o Senhor DEUS: Qualquer homem da casa de Israel, que levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante da sua face, e vier ao profeta, eu, o SENHOR, vindo ele, lhe responderei conforme a multidão dos seus ídolos; Para que eu possa apanhar a casa de Israel no seu coração, porquanto todos se apartaram de mim para seguirem os seus ídolos. Portanto dize à casa de Israel: Assim diz o Senhor DEUS: Convertei-vos, e tornai-vos dos vossos ídolos; e desviai os vossos rostos de todas as vossas abominações; Porque qualquer homem da casa de Israel, e dos estrangeiros que peregrinam em Israel, que se alienar de mim, e levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante do seu rosto, e vier ao profeta, para me consultar por meio dele, eu, o Senhor, lhe responderei por mim mesmo. E porei o meu rosto contra o tal homem, e o assolarei para que sirva de sinal e provérbio, e arrancá-lo-ei do meio do meu povo; e sabereis que eu sou o Senhor." (Ezequiel 14:3-8)

Portanto servir a Deus e se prostrar perante um ídolo qualquer é um ato de insubordinação ao próprio Deus. Veja que Deus já havia proibido ao homem a construção de qualquer imagem de escultura, mesmo que esteja representando algo no céu (Deuteronômio 5:5, Êxodo 20:4). Essa ordem não cessou, pois até mesmo no último capítulo da Bíblia, em Apocalipse 22:15, está escrito que os idólatras ficarão de fora, ou seja, não serão salvos. Deus não mudou de ideia quanto a isso, porém infelizmente até mesmo muitos cristãos estão se desviando do caminho e servindo as imagens de escultura, prestando culto, acendendo velas, fazendo pedidos, pagando promessa para ídolos, etc.

Se esse é o seu caso, permita que Deus introduza esta Palavra em seu coração, porque essa é uma mensagem bíblica. Deus falou para o seu povo: "Convertei-vos, e tornai-vos dos vossos ídolos; e desviai os vossos rostos de todas as vossas abominações;".

Por causa da rebeldia e insistência daquele povo, Deus prometeu que os seus altares seriam derrubados, conforme mensagem enviada por meio do profeta Oséias:

"O seu coração está dividido, por isso serão culpados; o Senhor demolirá os seus altares, e destruirá as suas estátuas." (Oséias 10:2)

Nosso coração não pode estar dividido entre Deus e os ídolos, as imagens, padroeiros, santinhos, entidades, guias, etc. Deus não divide a sua honra e a sua glória com mais ninguém.

"Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura." (Isaías 42:8)

A solução para retirar o tropeço de diante do rosto é simples: desfazer-se do ídolo, expulsá-lo de sua vida, retirá-lo de sua casa e do seu coração. O rei Ezequias destruiu as estátuas e isso foi bom aos olhos do Senhor (2 Reis 18:3-6).


Deus seja louvado e glorificado eternamente!
É permitida a reprodução e disponibilização desse conteúdo
www.evangelismo.blog.br

Evangelismo.blog.br: Porque evangelizar é necessário