A carta de Jeremias

A Carta de Jeremias é um texto que está presente apenas na Bíblia Católica. Boa parte da carta é para advertir o povo de Israel sobre o grande engano das demais nações, que confeccionavam imagens de escultura para as servirem.

Observe algumas referências abaixo e observe como o mesmo erro cometido no passado é repetido atualmente com tanta frequência:

"Quando virdes a multidão comprimir-se em torno deles para adorá-los, dizei no silêncio de vossos corações: É somente a vós, Senhor, que devemos adorar." (Baruc 6:5, Bíblia Católica)

De acordo com a Bíblia Católica, as multidões que fazem procissões para acompanhar imagens de escultura pelas ruas nas cidades não estão apenas prestando honras ou participando de uma simples caminhada, mas adorando aquele ídolo, que está sendo carregado nos ombros de alguém.

Se alguém possui em casa alguma imagem de escultura ou alguma representação de homem ou mulher, seja quem for, também comete o mesmo erro. Observe o que diz a Bíblia Católica acerca disso:

"A língua desses deuses é polida por um artista. Mas, apesar de dourados e prateados, são falsos e incapazes de falar. Como se fora para uma donzela apaixonada por enfeites, eles pegam ouro e confeccionam coroas para serem colocadas nas cabeças de suas divindades. Acontece, até, que os sacerdotes roubam o ouro e a prata para utilizá-los em proveito próprio, ou para presentear prostitutas que mantêm em suas casas. Eles ataviam com lindas vestes, como se fossem homens (esses deuses) de prata, de ouro ou madeira, enquanto estes nem mesmo são capazes de defender-se contra a ferrugem e os vermes. Vestem-nos de púrpura; precisam, porém, tirar-lhes do rosto a poeira que neles se acumula." (Baruc 6:7-12)

Divindade significa, de acordo com o dicionário Houaiss, "qualquer pessoa ou coisa que é objeto de veneração", "ente ou ser divino". A palavra de Deus também considera as imagens de escultura como deuses estranhos, independentemente de quem estejam representando.

Perante as imagens, as pessoas se prostram e as reverenciam, servindo-as de alguma forma, achando que possuem alguma importância ou algum tipo de valor espiritual.

Os ídolos são obras das mãos de homens, são vaidade e engano e servem apenas para desviar as pessoas do verdadeiro Deus, que não aceita ser adorado por alguém que se coloca diante de um pedaço de madeira ou gesso.

"Portanto fala com eles, e dize-lhes: Assim diz o Senhor DEUS: Qualquer homem da casa de Israel, que levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante da sua face, e vier ao profeta, eu, o SENHOR, vindo ele, lhe responderei conforme a multidão dos seus ídolos; Para que eu possa apanhar a casa de Israel no seu coração, porquanto todos se apartaram de mim para seguirem os seus ídolos." (Ezequiel 14:4-5)

"E não andeis após outros deuses para os servirdes, e para vos inclinardes diante deles, nem me provoqueis à ira com a obra de vossas mãos, para que não vos faça mal." (Jeremias 25:6)

Se esse é o seu caso, expulse de seu coração os ídolos e se converta inteiramente ao Senhor Jesus Cristo, que é o único Salvador, porque só Ele pagou o preço lá na cruz. Somente Jesus Cristo pode interceder por nós (1 Timóteo 2:5).

Jesus não foi morto por alguém, mas voluntariamente morreu para nos dar a vida, ressuscitando ao terceiro dia para garantir a promessa a todo aquele que nele crer. Deus é Fiel.

"E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede." (João 6:35)

"E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." (Atos 4:12)

Jesus te ama! Receba-o como único (Atos 4:12), suficiente (1 João 1:7) e eterno (Hebreus 7:22-27) Salvador de sua vida agora, pois o próximo minuto não pertence a você.


Deus seja louvado e glorificado eternamente!
É permitida a reprodução e disponibilização desse conteúdo
www.evangelismo.blog.br

Evangelismo.blog.br: Porque evangelizar é necessário