Jesus é a cura

“Cura-me, Senhor, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor.” (Jeremias 17:14)

Acompanhe essa história...

Havia um homem velho, portador de uma doença grave, com a qual conviveu por muitos anos. Esse homem gastou muito dinheiro visitando médicos diferentes e se submetendo a vários tratamentos caros. Mesmo com todo esse esforço, não conseguia ser curado de sua enfermidade.

Um dia, esse homem recebeu uma notícia maravilhosa: a descoberta de uma substância que possui a capacidade de eliminar a rara enfermidade de seu corpo. Muito feliz, logo procurou saber mais sobre essa substância e sobre quanto precisaria pagar para realizar o tratamento.

Surpreso, ele descobre que não precisará gastar um único centavo para obter o remédio e fazer o seu tratamento. O motivo disso é que a substância de que precisa pode ser encontrada facilmente e por todo o lugar.

Desesperado, ciente de sua grande necessidade pela cura, porque sua vida depende disso, esse homem providencia o mais rápido possível o seu tratamento e é curado.

Dessa mesma forma sobrevive um homem que ainda não encontrou a verdadeira paz de espírito e a salvação que está no nome do Senhor Jesus Cristo.

Por causa disso, esse o homem tenta aliviar a sua dor ou preencher o seu vazio buscando os “anestésicos” que o mundo pode oferecer, tais como as riquezas, os passatempos, os vícios (tabagismo, alcoolismo, jogos de azar, narcóticos, pornografia, prostituição, etc.). Mas assim que o efeito passa, a sua doença parece ter voltado com ainda mais força e o homem se vê mais uma vez obrigado a recorrer ao seu “anestésico”, entrando assim e um círculo vicioso.

Mas é nessa hora, quando o homem já está desenganado por tudo aquilo que o mundo lhe ofereceu, ainda preso pelas suas próprias concupiscências, e morto por causa do pecado, que alguém lhe apresenta um remédio poderoso e que tem a capacidade de curar em definitivo a alma desse homem.

Esse remédio é o Senhor Jesus Cristo, o Verbo Vivo, que é poderoso para curar, libertar, transformar e até ressuscitar vidas, tudo no seu tempo determinado (Eclesiastes 3). Após ouvir falar desse remédio único, o enfermo espiritual logo descobrirá que para obtê-lo, não precisará gastar qualquer valor, porque o remédio está disponível para todos, de graça, pela fé no Unigênito de Deus.

Ciente de que a sua doença (o pecado) pode levá-lo a morte definitiva (condenação eterna), prontamente o doente se dispõe a receber o tratamento, bebendo da água da vida, que só Jesus pode nos dar.

“Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” (João 4:14)

Além da cura para alma, Jesus concede gratuitamente, sem que nós mereçamos isso, a vida eterna aos que nele creem.

“E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.” (1 João 2:25)

Jesus é o tipo de “médico” que vai atrás dos pacientes para socorrê-los, resgatando a vida daqueles que se desagarraram e se perderam nesse mundo:

“Porque assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas ovelhas, e as buscarei.” (Ezequiel 34:11)

Realmente o simples fato de você estar lendo essa mensagem já é uma prova de que Deus tem agido em sua vida, porque a inclinação da carne é para o pecado, e não para as coisas de Deus, mas quando o Espírito de Deus opera, o homem finalmente se inclina para as coisas de Deus.

“E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.” (Marcos 2:17)


Deus seja louvado e glorificado eternamente!
É permitida a reprodução e disponibilização desse conteúdo
www.evangelismo.blog.br

Evangelismo.blog.br: Porque evangelizar é necessário